segunda-feira, julho 05, 2010

Confissão de impotência.


Perante a birra e o braço de ferro do Moutinho, o Presidente cede perante Pinto da Costa que andou a fazer a cabeça do jogador desde 2008, começando pela reunião que teve com ele num hotel do Porto e por declarações provocatórias tipo " jogador á Porto", acabando por fazer valer a sua influência para tirar o João da convocatória do Mundial.
A partir de agora todos os jogadores do plantel sabem qual é a chave da porta de saída.

12 comentários:

Cristiano Moreira disse...

O presidente é preso por ter cão e por não ter, quantas vezes já foi criticado o presidente por ter encostado o guarda redes Sérvio com o pretexto de não saber rentabilizar os activos do clube? haja coerência e acima de tudo mais sportinguismo.

Anónimo disse...

Levamos 11 milhoes + 1 jogador que até nos fazia falta e queixas-te.

é a primeira vez k levas dinheiro. Nos outros "negócios" foi tudo à borla. Começando pela SAÍDA do futre, entre outros.

FORÇA JEB E COSTINHA

ED

Anónimo disse...

11 milhões,1 jogador,perdão da divida do H.Postiga,25% sobre possivel venda acima dos 11M.
?Isto não é um bom negócio?
Mau negócio era ter um Balneário desestabilizado;e vimos esse negóçio na clasificação do ultimo; Campeonato Miseravel por causa das Birrinhas de Ingratos
Á que vender o Que está podre e quanto mais de pressa melhor
V I V A o S C P

Francisco disse...

Por mais disparates e ingrato que o Moutinho tenha sido, acho mais desprestigiantes a declaração do pretenso leader leonino.
Não é leader, não têm essas qualidades o JEB por mais Sportinguista que seja não é leader. Não sinto orgulho pelos seus actos e declarações. Parece um ser sem vontade própria fácilmente influenciável. Não tem estofo e personalidade de leader.
Com as declarações e tomadas de posição do Moutinho, fico triste fico a pensar como deixaram chegar a situação a este ponto. Mas um jogador sai, ficam muitos e não só do futebol mas de todas as modalidades, fica a instituição ficam os sócios e os adeptos e essa tem de se continuar a ver num leader e não num banqueiro qualquer que manda cada atordoada que sinto vergonha do presidente do meu Clube.
Fazes mal ao Sporting José Bettencourt.
Sócio 74837-0

Anónimo disse...

Para mim a dignidade e o respeito não têm preço.
Queriam vender o Mourinho, optimo mas nunca, nunca, a um dos (ainda) rivais na luta pelo titulo. Não, isso NUNCA!!!

SL

Bin Laden disse...

Venho dar-vos a notícia do aparecimento dum novo blog sportinguista

http://sporting74.blogspot.com

Obrigado e Saudações Leoninas

joaquim agostinho disse...

Podem achar natural que o Sporting, para sobreviver, venda os seus melhores jogadores ao Porto e ao Benfica como faz o Braga e o Guimarães. Eu não.

ana disse...

Nem mais, Joaquim. Os que criticam quem vê com maus olhos este negócio, porque nos rendeu dinheiro, não poderá nunca, mas nunca, criticar quem dirige o Sporting por só ver cifrões à frente e não ligar à vertente paixão. Haja coerência. Eu senti-me enganada com este negócio. Um negócio à pinto da costa!

joaquim agostinho disse...

Ana
Se a revolta e a indignação matassem já tinha morrido.
SL

Lionheart disse...

Outro a carpir mágoas. Pois eu estou cada vez mais convencido que não houve impotência nenhuma nesta história. O Sporting empurrou o Moutinho para fora de Alvalade e fez muito bem. Foi a primeira medida estruturante e com tomates que o Bettencourt tomou desde que é presidente. O resto é uma novela que convém ao Sporting para justificar a saída do anão. E passo a explicar. O Moutinho era um jogador que custava muito dinheiro ao Sporting. O custo anual não devia andar muito longe dos 3 milhões/ano. O seu retorno desportivo era claramente insuficiente para os rendimentos que auferia. Não trazia mais-valias significativas em termos de "marketing" e "merchandising" porque sempre foi um "ídolo" com pés de barro. Nunca houve empatia dos sportinguistas com o ex-capitão. Basicamente, quando Soares Franco renovou com Moutinho, contava que este fosse transferido para um clube europeu por uma verba significativa um ou dois anos depois. Nunca esteve nos planos do Sporting que este jogador fizesse parte da mobília. Por isso, o pior foi quando o Sporting percebeu que ele não tinha mercado, que poderia ter de cumprir um (milionário) contrato ao fim e assim ser mais um peso para o Sporting que outra coisa. Ainda por cima, o anão tinha expectativas irrealistas e um clã inteiro para sustentar. O porco acha que fez uma grande contratação. Eu acho que este é o primeiro manguito que o Sporting faz ao porco em muitos anos.

E para quem ainda achar que isto é tudo fruto de uma incompetência atroz, pode constatar como o plantel do Sporting não está em saldos, porque as propostas por Yannick e Veloso foram rejeitadas. Repare-se como para estes jogadores há interesse e para o anão não houve. Por alguma razão é. Vou-me fartar de rir quando Yannick Djaló sair por uma verba bem superior àquela que uns parolos diziam que o anão valia...

joaquim agostinho disse...

Lionheart
Quando o Porto vender o Moutinho por um valor muito superior ao que comprou, por favor, vem também aqui comentar.
SL

Anónimo disse...

Quando o Porto vender por muito mais (e quanto mais melhor...) ainda vamos buscar uma percentagem...!!!

Acho muito bem que o tenham deixado ir...não é preciso ser-se do Sporting de pequenino para vestir a camisola...
Mas é preciso saber honrar essa mesma camisola coisa que o marotinho não soube fazer...!!!

Deixem-nos ir...só faz falta quem lá ficar...!!!